Vida Care - Sua solução definitiva em Medicina e Segurança do Trabalho - PCMSO, PPRA, CIPA, Brigada de Incêndio, Unidade Móvel de diagnósticos,....
Lembrar usuário e senha
Esqueceu sua senha? clique aqui



Buscar Limpar

Vida Care - Dicas de Sade

 link para a Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da SaúdeImagem Dicas em SaúdeClique aqui para imprimirClique aqui para fechar a página
 link para a Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde Elaborada em dezembro 2007
Aumenta a letra do texto Diminui a letra do texto
Meningite

O que é?
 
A meningite é uma inflamação das meninges, que são as membranas que envolvem o cérebro. Esta doença é causada, principalmente, por bactérias ou vírus, portanto são diversos os tipos de meningites. Nem todas são contagiosas ou transmissíveis. Em princípio, pessoas de qualquer idade podem contrair meningite, mas as crianças menores de 5 anos são mais atingidas. A meningite meningocócica é causada por uma bactéria, o meningococo e é contagiosa.

Transmissão:

Pode ser transmitida pelo doente ou pelo portador através da fala, tosse, espirros e beijos, passando da garganta de uma pessoa para outra. Nem todos que adquirem o meningococo ficam doentes, pois o organismo se defende com os anticorpos que cria através do contato com essas mesmas bactérias, adquirindo portanto, resistência à doença. As crianças de 6 meses a 1 ano são as mais vulneráveis ao meningococo porque geralmente ainda não desenvolveram anticorpos para combatê-la. É uma doença grave e devemos estar alertas para os sinais e sintomas porque, se diagnosticada e tratada logo, pode ser curada sem deixar seqüelas para o doente. Qualquer caso de meningite precisa ser comunicado às autoridades sanitárias, pelo médico ou pelo hospital onde o paciente está sendo tratado.

Sinais e sintomas:

- febre alta;
- dor de cabeça forte;
- vômitos (nem sempre, inicialmente);
- rigidez no pescoço (dificuldade em movimentar a cabeça);
- manchas vinhosas na pele;
- estado de desânimo, moleza.

Nos bebês pode-se também observar:

- moleira tensa ou elevada;
- gemido quando tocado;
- inquietação com choro agudo;
- rigidez corporal com movimentos involuntários, ou corpo "mole", largado.

Tratamento:

Após a avaliação médica e a análise preliminar de amostras clínicas, o paciente ficará internado e o tratamento será realizado com antibióticos específicos.

Prevenção:

Existe vacina contra alguns tipos de Meningite Meningocócica, para os tipos A, C, W135 e Y, porém elas não são eficazes em crianças menores de 18 meses. Em crianças maiores de 18 meses e adultos a proteção da vacina dura de 1 a 4 anos. Outras formas de prevenção incluem: evitar aglomerações, manter os ambientes ventilados e a higiene ambiental.

Observações aos pais e responsáveis:

- estejam atentos aos sinais e sintomas, principalmente em crianças menores de 5 anos;
- procurem imediatamente um médico para um diagnóstico seguro e tratamento eficiente;
- se seu filho tiver febre alta, não o mande para a escola. Procure um médico para saber o motivo da febre;
- avisem a escola se seu filho estiver com meningite;
- após a alta do paciente não existe mais perigo de contaminação, portanto essas crianças não precisam ser evitadas ou discriminadas, voltando normalmente a freqüentar a escola;
- não há necessidade de fechar escolas ou creches quando ocorre um caso de meningite entre os alunos, professores ou funcionários da escola, pois o meningococo não sobrevive no ar ou nos objetos;
- a limpeza e a higiene devem ser as habituais. Não há necessidade de inutilizar ou desinfetar objetos de uso pessoal do doente.

Imprimir


!!! IMPORTANTE !!!
 Somente um médico pode diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. As  informações disponíveis em Dicas em Saúde possuem apenas caráter educativo.